Páginas

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Caravana Paraty


Caravana Paraty chega ao Rio de Janeiro
Entre os dias 2 e 11 de agosto, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) recebe artistas paratienses e caiçaras em evento gratuito que inclui apresentações musicais, teatro, dança, debate, vídeos e exposições de máscaras e bonecos

Uma iniciativa inédita de valorização da cultura popular chega ao Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (CCBB Rio). Entre os dias 2 e 11 de agosto, a Caravana Paraty trará a atmosfera cultural desta charmosa cidade colonial do Sul fluminense para o público carioca.

Unindo o tradicional e o contemporâneo, a Caravana traz em sua programação mestres da cultura popular paratiense, como o grupo de Ciranda "Os Caiçaras", e também expoentes da produção contemporânea, como o cantor, compositor e poeta, Luís Perequê. Os artistas paratienses também receberão ao palco convidados especiais do Rio, como a Orquestra Voadora, Juliana Caymmi e o rapper BNegão.

"Essa é a primeira vez que a cidade de Paraty forma uma caravana cultural com representantes de várias artes, como dança, teatro e música. Queremos valorizar nossa cultura para poder preservá-la", ressalta Luís Perequê, idealizador da Caravana Paraty.

A Caravana é uma ação do movimento do Defeso Cultural, que reúne a comunidade artística de Paraty com o objetivo de preservar, apoiar e valorizar a cultura popular. Inspirado no conceito de Defeso marinho, que visa proteger as espécies na época de sua reprodução, o Defeso propõe o debate de ideias e políticas públicas capazes de preservar a vida cultural das cidades turísticas, ameaçada pela lógica econômica que privilegia o entretenimento em prejuízo da cultura.

O evento é uma realização do Instituto Silo Cultural, importante espaço de produção artística em Paraty, do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) e do Governo Federal. E conta também com o apoio da Eletrobras/Eletronuclear e parceria do SESC.


Programação

Exposição de máscaras e bonecos de papel machê e poemas de Zé Kleber

De 02 a 11 de agosto – salas 08 e 26 – 4ª andar
O Carnaval de mascarados, tradicional de Paraty, popularizou a arte do papel machê na cidade. Máscaras e bonecos articulados garantem anonimidade aos foliões e encantam turistas durante as festividades. Nesta exposição você vai conhecer a obra dos mestres do papel e 14 versos do saudoso poeta e compositor Zé Kleber.



Vídeos

De 02 a 11 de agosto – Cinema II (térreo – mezanino)
Um panorama da produção cultural de Paraty que destaca a tradição e os usos e costumes das comunidades caiçaras tradicionais que habitam o litoral do norte do Paraná ao sul do Rio de Janeiro. Os vídeos transitam entre a linguagem do documentário clássico, o olhar imersivo e o registro bruto de acontecimentos ligados à defesa das manifestações culturais.



Sexta-feira - 02 de agosto

11h / 16h / 17h30 – Vídeo – Dias Caiçaras – 45” – Vito D’Alessio / II Encontro de Fandango e Cultura Caiçara - Mesa Luis Perequê - 7’50” / Eu Brasileiro – Luis Perequê – 5’35”

Cinema II (térreo – mezanino)


19h – Show Luís Perequê – Convidados Juliana Caymmi / Carlinhos Antunes

Teatro II – 2º andar


Compositor, cantor e poeta, o paratiense Luís Perequê é considerado a voz da cultura caiçara. Ao cantar seu lugar, Perequê torna-se universal e desenha sonoridades e versos capazes de sensibilizar o público e levar a todos a uma viagem imagética pela sua cultura.



Sábado – 03 de agosto


11h / 17h30 – Vídeo - Teu Canto de Praia – 60’ – Manuela Sobral

Zé Kleber – 30’ - Nena Gama

Cinema II (térreo – mezanino)


16h – Ciranda Os Caiçaras com Café Caiçara

Estacionamento


19h – Flutuações – Grupo Contadores de Estórias

Teatro II – 2 º andar

O espetáculo foi inspirado em xilogravuras japonesas do período Edo (séculos XVIII e XIX) e situações do cotidiano da cidade de Paraty. Uma história para adultos sem palavras e sem pressa. Cenas do cotidiano tecidas em cores suaves e tons pastel. De permeio, um moço garboso e um romance, macio e carinhoso... Imagens de um mundo flutuante. Momentos vagando no ar. Para maiores de 14 anos.

Domingo – 04 de agosto

11h – Chapeuzinho Vermelho – Grupo Contadores de Estórias

Teatro II – 2º andar

A versão clássica dos irmãos Grimm feita com bonecos e todo o universo em miniatura. Os cenários são inspirados em quadros de pintores famosos e a trilha sonora nos clássicos Bach, Debussy, Brahms, e Beethoven iniciando o contato das crianças com a obra desses grandes mestres. Espetáculo com bonecos, sem palavras, indicado para crianças a partir de 4 anos.


16h / 17h30 – Vídeo – Viola Peregrina – 80’ – Thiago Taboada

Cinema II (térreo – mezanino)


19h – Show Rhandal Oliveira e Trio Compasso Livre – Convidado PC Castilho

Teatro II – 2º andar


Compositor, arranjador, multi-instrumentista, Rhandal lançou seu primeiro disco em Londres, fez trilha sonora para a mini-série Labirinto da TV Globo e participou de diversos festivais de música instrumental em Paraty.


Segunda-feira -­­ 05 de agosto

11h / 16h /17h30 – Vídeo - Vida e Imaginário Caiçara – 50’ – Emiliano Bernardo e Rubem Bianchi / A História em Versos – 17’ – Priscilla Ermel / O Canto das Canoas 25’ / Os Engenhos de Chiquinho Carneiro 29’ / A Trama das Águas 5’ – Priscilla Ermel

Cinema II (térreo – mezanino)


Quarta-feira – 07 de agosto

11h / 16h / 17h30 – Vídeo - Expulsos do Paraíso – 35’ – Cristina Fibe / II Encontro de Fandango e Cultura Caiçara - II - Toques de Rebeca 6’40”/ O Ariri 4’25” / Fandango de Cananeia 3’57” / A despedida 3’45” / Um minuto na Rio Santos 1’

Cinema II (térreo – mezanino)


19h – Show Felipe Guaraná e Lucas Sales - Convidado Federico Puppi

Teatro II – 2º andar

Fundador da banda Os Guaiamu, co-diretor musical do bloco Arrastão da Jabaquara, Guaraná comemora um ano de carreira solo com o show Cantando a Minha Terra, onde apresenta baladas, sambas e marchinhas de sua autoria.

Quinta-feira – 08 de agosto

11h / 16h – Vídeo - Navegando entre a tradição e o novo / 4'14' – Juliana Radler / Gil e Perequê – 15’ – BT / Da raiz ao fruto – Guaraú - Jureia 2009 – 15’- BT / Luz do lugar – Cachoeira do Guilherme 2008 – 7’28” – BT

Rede Caiçara de Cultura – Paraty 2013 – 30’ – BT

Cinema II (térreo – mezanino)

18h - Mesa do Defeso Cultural – auditório 4º andar – Participantes:

Antonio Carlos Diegues - Antropólogo, Diretor Científico do NUPAUB – Núcleo de Apoio à Pesquisa Sobre Populações Humanas e Áreas Úmidas Brasileiras da USP

Alexandre Pimentel - Gestor cultural, pesquisador e geógrafo, é diretor da Biblioteca Parque de Manguinhos, no Rio de Janeiro.

Luís Perequê - Músico, compositor e poeta. Nascido e criado em Paraty (RJ), é considerado a voz da cultura caiçara.

Bruno Tavares - Trabalhou com diversos grupos de música popular, memória e acervos audiovisuais, pertence ao corpo discente do curso de Cinema e Audiovisual da UFF.


19h – Realidade Negra e Jongo do Campinho da Independência – Convidado B Negão

Teatro II – 2º andar

As rimas sempre presentes nos pontos de jongo e calango, nas trovas e nos repentes - ritmos tradicionais no quilombo do Campinho - afiaram o pensamento do grupo de hip hop Realidade Negra. Em suas composições, o grupo, além de mensagens de protesto busca promover a arte e a educação.


Sexta-feira – 09 de agosto


11h / 16h / 17h30 – Vídeo

Companhia Dançante Ato 10 anos em Paraty – BT e Mario Grisolli - Acervo Vanda Mota 8’11” / Cia DançanteAto 10’16” / Clip Silo Cultural 8’26” / Oficinas de dança 13’43” / De corpo e alma em Paraty – 20’

Cinema II (térreo – mezanino)


19h – Espetáculo De Porto e Alma – DançanteAto

Teatro II – 2º andar

A companhia DançanteAto dirigida pela coreógrafa Vanda Mota desenvolve há mais de dez anos, um trabalho que incorpora os movimentos das danças tradicionais da região a um vocabulário técnico de dança com base no clássico e “flying low” (técnica desenvolvida por David Zambrano), buscando uma linguagem cênica e dramatúrgica contemporânea .

Sábado – 10 de agosto

11h / 17h30 – Vídeo - Dias Caiçaras – 45” – Vitor D’Alessio

Caiçara, a cultura e o mar / duração: 6'16'' – Juliana Radler/Mapa de Cultura do Estado do Rio de Janeiro

Cirandas Paratienses / duração: 5'01'' – Diana Gandra/Mapa de Cultura do Estado do Rio de Janeiro

II Encontro de Fandango e Cultura Caiçara – Mesa Música Caiçara, Modas Tradicionais e Novas Composições – 7’43”

Cinema II (térreo – mezanino)



16h - Ciranda os Caiçaras com Café Caiçara

Estacionamento



19h – Ciranda Elétrica e Os Caiçaras

Teatro II – 2 º andar

“Caiçaras de Raça”, título do primeiro álbum da banda, expressa bem o caráter desse grupo de jovens músicos que eletrizou a ciranda tradicional de Paraty com baixo e guitarra. Suas composições sincretizam rock, samba, hip hop e funk com ritmos caiçaras. Venha se divertir nessa roda.



Domingo – 11 de agosto

11h / 16h / 17h30 – Vídeo - Xaréu – Memórias do Arraial. 72’ - Patrícia Ramos Pinto

Cinema II (térreo – mezanino)


19h – Chama Maré e Trio Mangarapira – Convidado Orquestra Voadora

Teatro II – 2º andar


Chama Maré

Este grupo de jovens paratienses adotou o forró e deu ao ritmo um sotaque caiçara. Desde 2010, o grupo se apresenta em eventos importantes locais e de cidades vizinhas.


Trio Mangarapira

O trio que não abre mão dos instrumentos tradicionais nordestinos – sanfona, zabumba e triângulo - espalha alegria e animação em eventos na Costa Verde tocando composições próprias e clássicos do forró.


-
A programação completa da Caravana Paraty estará disponível no site do Centro Cultural Banco do Brasil: bb.com.br/cultura a partir de 19 de julho.

Saiba mais sobre a Caravana Paraty e o Defeso Cultural: http://facebook.com/defesocultural

Veja nossos vídeos: http://vimeo.com/defesocultural


Centro Cultural Banco do Brasil
Rua Primeiro de Março, 66
Centro – Rio de Janeiro – RJ
CEP 20010-000
www.bb.com.br/cultura
twitter.com/ccbb_rj
http://facebook.com/CCBB.RJ


Informações para a imprensa:
Assessoria de Imprensa da Caravana Paraty:
Sumauma Imagem, Conteúdo e Prod. Cinematográfica
Juliana Radler / juradler@gmail.com
24 3371-2684 / 24 8115-5101 / 24 8842-5101


Assessoria de Imprensa CCBB Rio
Sueli Voltarelli – 21 3808 2323 svoltarelli@bb.com.br
Bianca Mello – 21 3808 2326 biancamello@bb.com.br






Um comentário:

Cultura caiçara disse...

querido Luiz Perequê, Força e Sucesso nessa bela jornada na defesa da nossa Cultura Caiçara. Boa sorte, bom remo, bom vento! marcelo mattos, Santos/SP